Trocando em Míudos
Planeje o seu orçamento

O planejamento dos gastos pessoais é ferramenta bastante útil com a finalidade de lidar, de forma realista, com o presente para se garantir qualidade de vida no futuro. Pensando assim, a PREVHAB reuniu para você, a seguir, algumas dicas para o seu planejamento. Bom proveito!

  • Antes do recebimento de cada salário ou aposentadoria ou pensão, apure a despesa para o próximo mês, relacionando todas as contas a pagar e seus respectivos valores.  Não se esqueça dos cartões de crédito. Você deve manter o controle de tudo o que gastou utilizando os cartões de crédito.
     
  • Apure a receita, somando o salário ou o benefício (líquidos) com o saldo em conta bancária.
     
  • Compare a receita com a despesa prevista.
     
  • Se a receita for inferior à despesa prevista, você não terá recursos suficientes para quitar todas as despesas programadas. Como ainda não foi realizada qualquer despesa, você deve rever as despesas programadas, com a finalidade de reduzi-las ou adiar para meses seguintes as que sejam possíveis.
     
  • Se mesmo após a redução das despesas estas ainda são maiores que a receita, o orçamento deve ser reestruturado. Para isso, você deve tentar liquidar as dívidas mais caras (cartão de crédito, cheque especial, etc.), mediante recursos provenientes de empréstimos com juros menores e prazos mais longos (crédito consignado, empréstimo do plano de benefícios, etc.). 
     
  • Uma boa dica é tentar negociar com o credor a redução de dívidas bancárias ou com cartão de crédito, com redução dos juros e prazo compatível com o orçamento.
     
  • Concluído o orçamento do mês, você deve acompanhar a sua execução, abatendo as despesas realizadas dos valores programados no início do mês.  Uma boa medida para o controle das despesas que envolvem muitos itens (despesas de casa) é dividir o valor orçado para o mês em semanas.
     
  • O cartão de crédito é um instrumento que tanto pode prejudicar ou como pode auxiliar o planejamento orçamentário. Quando é utilizado para ampliar o consumo, permitindo que a pessoa adquira aquilo que não poderia, o cartão de crédito é prejudicial ao planejamento orçamentário, na medida em que provavelmente dará origem a uma dívida junto à administradora do cartão, cujos juros são muito elevados. Nesse caso, o equilíbrio do orçamento nos meses seguintes ficaria comprometido pela despesa com os juros do cartão.
     
  • Agora, se o cartão de crédito for utilizado no lugar do cheque para pagamento de uma despesa prevista no orçamento, o dinheiro correspondente ficará no banco e ajudará a evitar que o saldo fique negativo no final do mês.
Recentes

Outros

Rua da Glória, 306 - 10º e 11º andares - Glória
Rio de Janeiro - RJ / CEP 20241-180
Tel: (21) 2212-5700 / Fax: (21) 2212-5743
CNPJ: 42.174.631/0001-77