Noticias
Conjuntura econômica traz desafios e PREVHAB, com sua experiência, mantém cautela

Os efeitos da crise provocada pela pandemia da Covid-19 ainda persistem, causando oscilação no mercado financeiro e criando novos desafios para os gestores de investimentos. A PREVHAB, portanto, tem mantido o posicionamento cauteloso com relação às aplicações do Plano Plenus, de forma a preservar o patrimônio dos seus participantes — uma característica que tem colaborado na redução dos inevitáveis impactos da instabilidade econômica na rentabilidade dos investimentos.

Os resultados obtidos nos últimos meses são um reflexo disso. Diferente da obtida em junho, a rentabilidade consolidada do Plano Plenus no mês de julho foi de 1,19% — índice superior à meta atuarial de 0,98% estabelecida para o período. Contudo, no acumulado do ano, a rentabilidade segue abaixo da meta: 4,37% contra 8,27%.

Esse cenário de resultados aquém do esperado tem se refletido em diversos fundos de pensão do país. A situação é conjuntural e especialistas apontam que ela deve permanecer por mais tempo, uma vez que as previsões da economia brasileira para o ano que vem são desfavoráveis (tais como aumento da inflação, menor crescimento da renda, piora da crise hídrica e eleições presidenciais conturbadas.

Porém, há que se considerar a natureza das entidades fechadas de previdência complementar, que atuam pautadas pela longevidade. Crises semelhantes já ocorreram nas décadas passadas e, no longo prazo, os retornos voltaram a ser favoráveis. Nesse sentido, a experiência da PREVHAB é fator de relevância para a superação de mais esse período desafiador.

Recentes

Outros

Rua da Glória, 306 - 10º e 11º andares - Glória
Rio de Janeiro - RJ / CEP 20241-180
Tel: (21) 2212-5700 / Fax: (21) 2212-5743
CNPJ: 42.174.631/0001-77

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços e acessar o site, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.